Sobre joguinhos e dinheiro

ed6Conversando com uns amigos sobre joguinhos, chegou na mesa o papo de qual mais se gastou dinheiro. E como eu e minha turma somos da geração em que fliperamas e locadoras dominavam o movimento gamer, os jogos que surgiram na roda foram dessa época.

Posso falar com toda certeza da minha vida que esse é o primeiro da lista.

Minha galerinha do mal
Minha galerinha do mal

Cara, como eu gastei dinheiro neste troço. O boteco da rua que tinha os fliperamas era dominado pela garotada. Com a ficha a vinte centavos, dava para passar um bom tempo lá dentro. O que me fazia gastar rios de dinheiro no The King of Fighters, eram os “contras” que rolavam, com direito até a brigas de verdade, pois geralmente vinham galeras de outros bairros para desafiar a do bairro onde eu morava.

Qualquer coisa era motivo para iniciar o “fight in the real life”. Me sentia no Clube da Luta, só que sem a filosofia do filme. Voltando para a parte mais light da vida naquele boteco, o jogo tinha um esquema de recordes, e o desafio de ter seu nome como o primeiro colocado, me fazia gastar várias fichas naquela máquina.

[UPDATE] KOF é coisa séria!

O próximo da lista também é um clássico de fliperama: beat‘em up.

Só jogava com o Mustapha
Só jogava com o Mustapha

Esse era para quem gostava de passar um bom tempo jogando somente com uma ficha. O problema é que a meninada do bairro sempre inventava um desafio para os jogos, e com Cadillacs and Dinosaurs não foi diferente, o grande desafio era terminar as fases somente com uma ficha. Caso alguém não perdesse nenhuma vida, ainda ganhava outra ficha que era pago pela patota (lógico que não seria pelo dono do bar).

Perdi a conta de quantas fichas gastei até terminar o jogo somente com uma. Acredito que esse lance de ganhar uma nova ficha, foi o primeiro “achievement unlocked” inventado.

Enfim, o último jogo dessa lista que dominava as locadoras.

International superstar soccer....dilax! ahhhhhh!
International superstar soccer….dilax! ahhhhhh!

Acredito que no Brasil inteiro, todas as locadoras que você entrasse iria ter pelo menos uma TV com uma imagem verde, com um som de torcida ao fundo. Joguei muito International Superstar Soccer com um esquema de “uma hora um real”, o que dava para desafiar bastante os amigos.

Ao surgir as versões piratas, como o Campeonato Brasileiro e Ronaldinho Soccer, ajudou ainda mais a popularizar o game, já que o período foi no intervalo da copa do mundo de 94 e 98.

Depois disso, não demorou para começar a onda de campeonatos. Ou seja, a galera reservava três SNES e ficávamos jogando um dia inteiro. É justamente nessa fase que passei um bom tempo da minha vida na locadora, tanto que comecei a “trabalhar” no local. Quando a dona da locadora precisava sair para resolver algum problema, ela me deixava como o responsável. E o meu salário era o mais legal: adição de tempo para jogar. Era ou não era o melhor emprego do mundo para uma criança de oito anos?

Não tenho ideia da quantidade de dinheiro que já gastei com jogos, mas não me arrependo, pois foi muito divertido ter participado dessa geração dos fliperamas e locadoras. Querendo ou não, foi lá que construí o meu caráter. Há há há

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s